Indicações


 

 

Condições clinicas que apresentam inflamação, infecção e/ou isquemia podem melhorar acentualmente quando se emprega simultaneamente ao tratamento convencional a oxigenoterapia hiperbárica (OHB)

 

·         Doenças ligadas a compressão e descompressão (acidentes de mergulho)

·         Fasceítes;

·         Gangrena gasosa;

·         Osteomielites;

·         Pé diabético;

·         Abscesso cerebral;

·         Anemia aguda, na impossibilidade de transfusão sanguínea;

·         Celulite;

·         Deiscências de suturas;

·         Escaras de decúbito;

·         Infecções necrotizantes de tecido moles;

·         Lesão por esmagamento;

·         Lesões actínicas de mucosas;

·         Lesões pós radioterapia (Proctite actinica, cistite actinica);

·         Lesões refratárias;

·         Medicamentos ou por toxinas biológicas (aracnídeos, ofídios, insetos);

·         Miosites;

·         Osteorradionecrose e radiodermite;

·         Queimaduras térmicas e elétricas;

·         Reimplantação de extremidades amputadas;

·         Retalhamento ou enxertos comprometidos;

·         Síndrome de Fournier;

·         Úlcera de pele;

·         Úlcera por vasculite auto-imunes;

·         Vasculites agudas de etiologia alérgica.

·         Envenenamento por monóxido de carbono, inalação de fumaça cianeto ou derivados;